Fortune Gems - BYD deve superar Tesla como líder mundial de carros elétricos

0

Analistas já dão vitória chinesa na disputa BYD x Tesla no mercado de elétricos. Apesar de 90% das vendas no país natal, BYD reporta grande crescimento nas exportações

A fabricante chinesa de Build Your Dreams (BYD) está perto de ser a nova líder mundial em carros elétricos, superando a americana Tesla Motors. Isso porque, no quarto trimestre de 2023, a BYD ultrapassou a Tesla, tornando-se a principal produtora de modelos 100% EVs. A empresa de Elon Musk deve revelar os dados neste 02 de janeiro, mas analistas apontam para vitória do grupo criado por Wang Chuanfu no acumulado de 2023.

LEIA:
Dono protesta com Volvo XC40 queimado na porta da concessionária
GWM Haval H6 vende mais que Corolla Cross em maio
VÍDEO | Nissan Sentra 2023 Exclusive ganha pelo design e conforto
Jeep Renegade é investigado pelo MP por grave defeito
Novo carro popular: Governo reduz imposto para modelos até R$ 120 mil

A principal arma para o sucesso da BYD é o sólido crescimento do mercado de veículos elétricos na China, que registrou um aumento de 37% nas vendas nos primeiros 11 meses de 2023, conforme relatado pela Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis. Por final, mais de 1/3 de todos os veículos vendidos na China são elétricos.

Em dezembro de 2023 foram 341.043 veículos eletrificados, incluindo híbridos plug-in. No quarto trimestre, as vendas atingiram 942.779, superando a marca de 3.012.906 no acumulado do ano, ultrapassando a meta estabelecida pela BYD de três milhões.

As vendas no exterior da BYD mais que triplicaram no segundo semestre de 2023 em comparação com o ano anterior. O desempenho tem sido tão bom que a marca já pretende ser seu próprio navio para exportar os produtos.

A BYD vendeu 526.409 veículos elétricos no quarto trimestre. Esse número deve colocá-la à frente da Tesla pela primeira vez, com uma margem clara. Somando os híbridos plug-in, as vendas totalizaram 824.001 unidades.

Enquanto isso, a Tesla enfrentou desafios, com as entregas no terceiro trimestre caindo para 435.059, abaixo do recorde de 466.140 no segundo trimestre. A produção também declinou para 430.488 no terceiro trimestre, comparado a 479.700 no trimestre anterior, devido a atualizações de fábrica e esforços para reduzir o estoque.

As expectativas apontam para uma recuperação nas vendas no quarto trimestre, impulsionada por subsídios expirantes que antecipam a demanda. A Tesla busca alcançar 1,8 milhão de entregas em 2023, exigindo cerca de 476.000 entregas no quarto trimestre, um novo recorde. (Fonte: Redação com WSJ).